sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

107. Sr Gilberto Kassab já se passaram cinco anos, você não vai demolir o Oscar's Hotel? Como você havia declarado colocá-lo no chão em cinco dias ? Há cinco anos atrás junto com o Orlando de Almeida ? E o Bahamas Club ? Recentemente você também disse que iria demolir. Na publicação deste texto estamos com 230.925 acessos.




Leitores deste Blog, a imprensa escrita em 05/12/2012 e outros instrumentos de comunicação na internet estão publicando a matéria acima que em breve estarei abrindo o Bahamas Club e também meu outro empreendimento Oscar's Hotel atorre que foram lacrados pelo Kassab. Sobre o título deste texto, me refiro ao Gilberto Kassab, pode-se dizer já ex prefeito de São Paulo e do seu ex secretario Orlando de Almeida, quero esclarecer o seguinte, o que já citei dezenas de vezes, o Sr Gilberto Kassab na queda do avião da TAM em um ato politiqueiro, pirotécnico e com objetivos de marketing político e instruído erradamente, criminosamente pelo seu secretario Orlando de Almeida afirmaram na época que o meu Hotel colocava em risco as aeronaves e reduzia o tamanho da pista, friso, já se passaram cinco anos Kassab e você não demoliu nada, tá faltando dinamite? Ou que você fala não se escreve? 

O Hotel está ali inteirinho conforme foi construído, passam dezenas de aeronaves por dia ao lado e esses aviões pelo que se sabe, não estão caindo na pista ou nos seus arredores, a verdade é uma só, a justiça não autorizou a Prefeitura a demolição e mandou demolir 250M2 no andar térreo, friso, no andar térreo, não tem nada haver com altura. O Sr Orlando de Almeida de uma forma criminosa como já falei acima diz que meu Hotel colocava em risco as aeronaves e reduzia o tamanho da pista, grande besteira, mais uma patetada da atual administração. Não estou aqui com o intuito de revanchismo ou gerar incompatibilidades  meu objetivo é esclarecer e demonstrar irresponsabilidades da atual Prefeitura que de uma forma politiqueira, ou seja, mais preocupado em se promover do que promover uma fiscalização séria saíram por ai dizendo que iriam colocar tudo no chão. O que ocorreu agora recentemente publicado na imprensa, que o Sr Kassab iria demolir o Bahamas Club  repetindo novamente as patetadas  que este estava dentro da zona de ruído, segundo conclusão  do Sr Orlando de Almeida em analise irresponsável e criminosa, pois pincelou dois documentos, intitulou-os de A e B, comparou-os e alegou que Bahamas Club estava dentro da zona de ruído e que estes haviam sido deturpados pela minha pessoa, pediu para que funcionários da SEHAB comparassem os documentos A e B,  não se sabe quem são esses funcionários, ninguém assinou nada, pegaram esta analise e encaminharam a Procuradoria, friso, duas folhas pinceladas com interesses pessoais e irresponsáveis.

Na realidade o que ocorreu é que em 2010 o subprefeito da regional da Vila Mariana encaminhou uma carta ao Dr Claudio Lembo, departamento jurídico da prefeitura, questionando se o fato de Bahamas Club estar nas proximidades do aeroporto por uma questão de ruído das aeronaves não se faria necessário uma autorização especial para implantação e regularização do imóvel, atendendo a esta solicitação encaminho documentos a ANAC do Rio de Janeiro e esta após uma analise indefere meu pedido dizendo que estou dentro da zona de ruído, analisou os documentos A e B junto com mais outros que o Sr Orlando usou para distorcer os fatos nessa primeira fase. Com este indeferimento na mão fico com uma grande dúvida pois o topografo que no ano 2000 fez uma analise da localização do Oscar's Hotel meu outro empreendimento e concluiu que no quarteirão de minha propriedade em 70%  na parte superior estaria o Oscar's Hotel, realmente dentro da zona de ruído e no mesmo quarteirão na parte inferior na esquina a esquerda estaria o Bahamas Club com a curva de ruído passando na divisa dos dois, deixando um dentro, o Oscar's hotel e o Bahamas Club fora da zona de ruído.

Após uma exaustiva analise do topografo observa-se um erro na implantação da curva de ruído, esta em 1984 feita a mão, não respeitou o eixo da pista oscilando em 1.5mm a 2mm, isto representa de 25 a 30 metros na profundidade do terreno do Bahamas Club. Com essas novas informações eu, Oscar Maroni, entro em contato com o COMAR e este me informa que pela nova lei sobre ruído de aeronaves eu teria que me dirigir a ANAC ( Agencia Nacional de Aviação Civil), mais especificamente ao DRUM, departamento de regularização urbana da ANAC, ligo para a ANAC do Rio de Janeiro e solicito informações e marco uma, pego um avião e vou pessoalmente, presente na reunião a Sra Marilda Tavares e mais dois topógrafos e levo quatro cartas de zonas de ruído Congonhas SP e outros documentos, nos referentes a zona de ruído demonstra-se que em três o Bahamas Club está fora, uma delas da prefeitura de São Paulo, uma da ANAC de São Paulo e uma cedida pelo COMAR SP, a quarta, também cedida pelo COMAR mostra de uma forma ímpar que o Bahamas Club está dentro , em contato com a ANAC RJ na reunião com os técnicos demonstro o erro da carta do COMAR, sou solicitado para que meu topografo faça uma localização do Bahamas Club baseado no WGS84 e que coloque o Bahamas Club com nove pontos geo referenciais. Venho para São Paulo, providencio este pedido e encaminho para ANAC RJ e baseado nesta  reanalise conclui-se que Bahamas Club está fora da zona de ruído, assunto resolvido.Que fique claro, o WGS84 é uma ferramenta matemática, científica e que não permite erros de interpretação, tanto que hoje na RBAC161 o WGS84 é a ferramenta oficial para localização de imóveis nas zonas de ruído.

O Sr Orlando de Almeida em uma analise irresponsável e com interesses pessoais, cria os documentos A e B que já haviam sido indeferidos pela ANAC diz ao COMAR que eu havia falsificado os documentos. Pronto, a confusão está instalada, o Sr Orlando se aproveita destes fatos e manda anular o meu pedido de Habite-se e o meu Alvará Condicionado, finalizando, digo ao Sr Orlando de Almeida, mesmo que eu estivesse dentro da zona de ruído a nova regulamentação RBAC161, ou seja, Regulamento Brasileiro da Aviação Civil em 2011 diz que os Hotéis que estiverem dentro da zona de ruído e for feito um tratamento acústico que reduz em 25 decibéis poderão ser regularizados pela prefeitura, está lá, é só ver a lei e agora Sr Orlando de Almeida, Sr Gilberto Kassab. Sr Manoel Antonio da Silva Araujo subprefeito da Vila Mariana SP, vocês terão a dignidade como homens, funcionários públicos, de reconhecerem os erros de vocês ou continuarão com essas atitudes covardes e ilegais de continuarem me perseguindo contrariando as leis como vem fazendo com este cidadão nos últimos 5 anos? Agora os fatos estão claros, a lei RBAC161 demonstra que  mesmo se o Bahamas Club estivesse dentro da zona de ruído me dá o direito legal de ali estar e exercer minha atividade.

Orlando de Almeida, estou a sua disposição, a qualquer dia e hora para que você venha bater na minha cara e eu concordo que isso tudo é ridículo, principalmente partindo de um homem que é Secretario da Habitação da gestão Gilberto Kassab para ficar menos ridículo te desafio para uma luta de boxe. Veja abaixo matéria dos jornais de 01/07/2012. Mas eu sei que você e o Kassab são cheios de blá blá blá, o que vocês falam vocês não assumem, estou aguardando.




Oscar Maroni - rg 4688247, brasileiro

Hino Nacional : " Verás que um filho teu não foge a luta" só a morte me calará.
Estou exercendo a minha cidadania, exigindo meus direitos e mostrando para a sociedade atos covardes de um político e de alguns funcionários públicos pagos com nossos impostos e como já disse em outros textos, impostos são horas de vida de um contribuinte cujo objetivo é fazer uma sociedade mais igualitária e mais justa.






35 comentários:

Anônimo disse...

Toda essa história de erro nos cálculos topográficos é muito estranho. Os rudimentos da topografia surgiram há pelo menos 3 mil anos. Um termo como "azimute", de origem árabe, é tão antigo que se perde na noite dos tempos. No entanto, um órgão governamental teria errado os tais cálculos como decorrência de sua incapacidade de resolver questões aparentemente elementares. Será apenas isso?

Anônimo disse...

Qualquer um pode detestar o Maroni, por tudo que ele representa ou evoca (prostituição, vida fácil, fanfarronice da burguesia etc.), mas ninguém pode negar que o cara é duro na queda. Muita gente no lugar dele teria dado um tiro na cabeça. Ele, pelo contrário, usou a própria para defender o que entende ser seus direitos. A luta deve ter sido muito sofrida, mas, ao que parece, muito compensadora.

Anônimo disse...

Maroni te admiro

Pastor Thomas Tuddor Ketain disse...

Fala que eu te escuto.
Coloque um copo com água em cima do pc, ore com fé para o Senhor dos Milagres Impossíveis, faça uma oferta do tamanho do seu generoso coração para esse mesmo Senhor Seu Deus e ingresse na Reunião do Empresários todas as segundas-feiras na Catedral da IURD, que assim todos os seus empreendimentos que foram fechados/lacrados pelo ‘Tranca Rua’ serão reativados.

Anônimo disse...

Seo Maroni é moço bonito na cara e no isprito. Devi de pegá nesses dia antes do natal do Jesuzinho e fazê promessa qui vai cuidá mió das pessoa, fazê bem praelas, num falá mal do alcaide e do seu ajudante. Também deve pensá que existe o bem e o mal existe só por descuido das pessoa que se desvia do caminho de luz.
Seo Maroni é moço justo e a justiça faiz bem pra todos qui tá in volta. Purisso num devi nunca mais brincá com a imagem do nosso Pai, que é feio brincá com santidade, gente qui até morre na cruiz pensando no bem de todos os vivente.
O Tranca Rua tá quagi pegano a chave do cadiado da porta da casa das muié dama pra abri o lugá pra festança não só delas mas de um monte de mancebo qui tava com muita sodade das carícia das muié e dos aprumo na cama, na pia e na banhera. É só seo Maroni ter elegança e carma e sabê qui o mal sai da boca do homi.

Deus te abençoe mio fio.
Véio Celestino

Anônimo disse...

Maroni sou funcionário da prefeitura e confirmo o Kassab morria de medo que o Bahamas abrisse e ele fosse desmoralizado perante a opnião publica

Anônimo disse...

E o reality show (poderia chamar-se 'O Barracão') com Maroni, Kassab, Luma de Oliveira e Eike Batista, Adamastor Pastorinho e demais blogueiros e celebridades???

Anônimo disse...

Curiosamente nos classificados da Folha de São Paulo , Estadão varias ofertas de sexo profissional na internet também , porque so o Maroni e o Bahamas são perseguidos

Edil Macedo disse...

‘Maroni, O Escolhido’
O Maroni é a bola da vez. Enquanto a putaria come solta no 'Estadão', conforme disse o internauta acima, o Estado tem que mostrar lisura e moralidade, e, na pessoa jurídica do município, toda sua edilidade, o que resulta na necessidade de perseguir alguém, ora bolas! Então, OM foi o escolhido. Simples assim.

Anônimo disse...

Maroni, na reabertura do Bahamas vocÊ vai convidar alguma celebridade?

Anônimo disse...

O Maroni vai convidar o Kassab, seu secretariado, e o Dura Lex sed Lex.

Anônimo disse...

Isso tudo é uma grande palhaçada!
Acho que o Prefeito deve ter uma raiva muito pessoal do Maroni, porque as outras casas estão funcionando, mesmo depois de terem passado por lacradas, agora funcionam normalmente.
Se o Maroni tem tudo a seu favor, inclusive a justiça, porque o Prefeito impede o Bahamas de funcionar??? Hein??? Hein???
SINISTRO

O mundo não pode acabar porque eu ainda não fui no BAHAMAS

Anônimo disse...

Um prefeito de São Paulo tem mais autoridade do que um juiz de Direito. Durma com um barulho desses...

jarbes lima disse...

Oscar Maroni é um sujeito polêmico, mas sua casa foi a melhor de São Paulo por muitos anos, até ser fechada, coincidência ou não por um prefeito ávido por auto-promoção e de orientação sexual distinta da nossa. Isto tudo é um grande jogo político, financeiro e de uma hipocrisia absoluta. Maroni só é mais um em São Paulo a atuar neste segmento de entretenimento. Ocorre que no Bahamas tudo era absolutamente limpo e seguro, e os frequentadores muito bem tratados. Hoje estou focado na familia, sou religioso, mas não cuspo no prato que como. Fui um assíduo frequentador do lugar, bebidas honestas, garçons e manobristas gentis. Mulheres bonitas, ambiente seguro e agradável. Que os hipócritas entrem na fila, pq aquele lugar era pra homens que não tem o que esconder de ninguém. Tomara que ele consiga retornar com a nossa versão paulistana do Bataclã de Jorge Amado. E que seja um lugar de muita alegria e diversão. Amém.

Anônimo disse...

Se o Bahamas abrir o kassab se demoralisa e ele vai ter que pagar uma enorme indenisasão ele não quem vai pagar é você

Anônimo disse...

Sou Advogado e quando vejo injustiça me revolto.
O caso do Maroni é um caso tipico de arbitrariedade da prefeitura contra um cidadão. O advogado do Maroni entrou com um mandato de segurança contra a prefeitura e ganhou. 17 Desembargadores deram partes do que foi pedido no mandato de segurança: A prefeitura não poderia continuar negando o habite-se ao Bahamas, baseado e, valores morais e subjetivos.
Para o prédio ser regularizado deveria seguir as leis do habite-se.
A prefeitura, no caso o Secretario Orlando de Almeida, braço direito do Kassab, desviou ou conduziu documentos ao seu bel prazer, alegando que na região aonde se localiza o Bahamas não pode ter um hotel. O que originou essa perseguição nessa fase processual praticamente já ganha pelo Maroni, é que: aconteceram denuncias anonimas de três construtoras, o fato de serem anonimas não é o suficiente para a denuncia do inquérito policial e a denuncia do Maroni contra o Aref, aquele que tinha 120 imóveis, deu inicio ao inquérito policial resultando no pior escândalo da prefeitura do Kassab. Acho que foi pior até do que o caso de desvios de milhões no processo controlar, chegando inclusive a bloquear os bens do Kassab.
Pesquisem na internet e verão os fatos da logica do que estou falando.
Em resumo, o Secretario Orlando de Almeida, junto com o sub prefeito da Vila Mariana forjaram essa situação e com isso estão postergando de uma forma criminosa o direito de um cidadão de exercer as suas atividades, pois é publico e notório o fato do Bahamas ser uma atividade licita. Prostituição no Brasil não é e nunca foi ilegal. O que ocorreu no real com a queda do avião da TAM é que o Kassab corria o risco de ver sua campanha desmoralizada. O resto é sensacionalismo.
O Maroni em um pais de 1º mundo seria normal, denunciando a podridão da corrupção, no Brasil dizem que ele é um louco e que fala demais.

Anônimo disse...

Aliás, senhor advogado, "mandado de segurança".


AEIOUAEIOUAEIOAB... disse...

Ophir Cavalcante Jr., como é que fica a OAB???... Assim os réus assistidos pelos integrantes da Ordem estarão fu... Perderão as causas, as calças, as casas...

Anônimo disse...

...

Sómula Vinculante disse...

"Desordem no tribunal"...

Advogado : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de julho.
Advogado : Que ano?
Testemunha: Todo ano.
_____________________________________________

Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afeta sua memória?
Testemunha: Eu esqueço das coisas.
Advogado : Você esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha
esquecido?
______________________________________________

Advogado : Que idade tem seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
_____________________________________________

Advogado : Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando acordou aquela
manhã? Testemunha: Ele disse, "Onde estou, Bete?"
Advogado : E por que você se aborreceu?
Testemunha: Meu nome é Célia.
______________________________________________

Advogado : Me diga, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só
saberá que morreu na manhã seguinte?
_____________________________________

Advogado : Seu filho mais novo, o de 20 anos...
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade ele tem?
____________________________________

Advogado : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi tirada?
_______________________________________________
Advogado : Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto? Testemunha:
Sim, foi.
Advogado : E o que você estava fazendo nesse dia?
___________________________________________

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum
Advogado : E quantas eram meninas?
______________________________________________________________________________________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
_____________________________________________

Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?
_____________________________________________

Advogado : Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...
_____________________________________

Advogado : Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua resposta deve
ser oral, Ok? Que escola você freqüenta? Testemunha: Oral.
________________________________________________
Advogado : Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o corpo
da vitima? Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, se perguntando porque eu estava
fazendo aquela autópsia nele.
_______________________________

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?
__________________________

******* Essa é a melhor ********

Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia
começou? Testemunha: Não.
Advogado : Como o senhor pode ter essa certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa. Advogado
: Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em algum
lugar!!!

Meirinho Silva disse...

...E são coisas que as pessoas realmente disseram e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos...

Anônimo disse...

Súmula Veiculante e Meirinho Silva,

Parabéns pela amostragem do "non sense" ocorrido no tribunal do júri.
Mais uma: diante do parecer exarado pelo juiz, o qual não estabelecia data exata para novo pronunciamento, a "adevogada" reagiu: "syne (saine) day", senhor juiz? "Sine die" é uma expressão latina utilizada em situações correlatas, "sem dia" certo para alguma providência.

Anônimo disse...

Obrigado, amigo!
Sômula Veiculante levando informação (e diversão) pela Web.

Anônimo disse...

Maroni: teu hotel não foi demolido, mas tua moral, que já era pouca, sim. Há muito tempo.

Anônimo disse...

Eu acompanho esse blog do Maroni a muito tempo e soh vejo as pessoas metendo o pau nele e dizendo q falta para ele moral e descencia. Falar eh facil , mas ter bordel somente naum representa falta de carater. Se naum esplorar as putas q trabalham no puteiro tudo bem, naum tem falta de moral e carater nunhum. Eu acho isso. Sera q as putas falam mau dele e tem quexa dele ? Tem que perguntar pra elas

Anônimo disse...

conheço uma puta de lá que diz que a bolsa era sempre revistada pra ver se o cliente tinha pago. deve ser para ter uma participação no lucro.

Salve Jorge disse...

Tão vendo!... A gente tem que ouvir todas as partes para saber quem é quem, quem faz o quê. Então quer dizer que mesmo as gps do Bahamas passavam algum constrangimento ilegal e exploração??? Vai ver que a escritora visionária Glória Perez tem mesmo razão ao denunciar os crimes contra a dignidade humana, no caso, as aviltações que sofrem as prostitutas (diga-se ‘profissionais do sexo’). O que será que o empresário tem a dizer a esse respeito e em sua defesa?

Anônimo disse...

Parem de falar merda porque so Bh ta fechado é pura perseguidão da bichona do corrupto e desacredita politico Kassab que com sua incompetência derrubou o Serra que hoje esta acabado na politica esquecerão perdeu para o Adad e o controlar e os bens confiscado do Kassab já esquecerão

Oscar Maroni Filho disse...

Agradeço os dois comentários acima, pois estas criticas negativas que fizeram ao meu Hotel Bahamas Club me possibilita esclarecer à estas pessoas que não conhecem o Bahamas, parece que não conhecem a noite, perece que não conhecem as leis, e curiosamente estão mais preocupadas em me atacar, principalmente o comentário que se refere: " Fazia-se revistas nas bolsas".
Sim, concordo, de tempo em tempo eu exigia que ao acaso fizessem, por amostragem revistas em bolsas. O objetivo era para fazer um trabalho preventivo em relação as drogas.
E sobre a participação do Bahamas nos programas das mulheres, seria uma grande burrice, pois isto deixaria minha pessoa em situação legalmente complicada. Pois o Bahamas Club era frequentado por uma media de 150 mulheres dia, universitárias, modelos, ate donas de casa, casais, mulheres não profissionais e homens que iam ao Bahamas para se divertir. Que fique claro, o Bahamas Club é um hotel com 33 suítes, um American bar, uma pista de show, um restaurante e um balneário. Os homens tanto quanto as mulheres pagam para entrar e o que acontece entre eles nas suítes, ou nas outras dependências do Bahamas não é de competência do estabelecimento.
As exigências que eu fazia eram duas:
Não era permitido a entrada de menores de idade e o uso de drogas.
Transar, trepar, com conotação profissional ou não profissional, desde que com livre arbítrio não é ilegal, as leis permitem assim como a nossa constituição. Não tive, não tenho e não quero ter participação no ato sexual das mulheres, primeiro por princípios, segundo que seria burrice, pois as denuncias das mulheres comprometeriam e alem disso o meu lucro advém dos ingressos, do bar e restaurante, e da locação da parte de hotelaria é mais que suficiente.
Sobre a autora da novela Salve Jorge da Globo, Gloria Peres, estou assistindo e estou achando muito interessante a parte que fala do trafico de pessoas. Esta cumprindo sim uma função social.
1-esclarecer moças que poderão vir a ser iludidas com propostas mirabolantes de ganhar dinheiro e serem enganadas e exploradas.
2-essas quadrilhas existem sim, são pessoas covardes, inescrupulosas, que praticam a chantagem.
3-ha uns 8 anos atras saiu na imprensa a historia de uma moça que foi assassinada na Espanha em um local parecido com o da novela.
O que tenho a dizer não é sobre o aspecto do profissionalismo no sexo que sempre existiu, existe e continuara existindo. Muitos homens e mulheres fazem, por opção e muitos ate que se dão bem financeiramente. Estão ai os pontos de sexo profissional em São Paulo que existem e nesta noite estarão se prostituindo.
O que é podre, asqueroso e inescrupuloso, é o não respeito ao livre arbítrio das pessoas poderem escolher e serem obrigadas a se prostituir por meio de chantagens e ate intimidações físicas.

Oscar Maroni Filho disse...

parte 2
Sobre o Bahamas Club de minha propriedade tenho muito orgulho de ser proprietário desse estabelecimento com fama nacional e internacional. Esta fechado não por aspectos legal da justiça e sim por uma perseguição covarde do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab e de seu assessor Orlando de Almeida. Duas pessoas covardes e que usaram e continuam usando do poder para me perseguir, principalmente pelo fato de eu ter denunciado os Sr. Aref, aquele que tinha mais de 120 imoveis inexplicavelmente e trabalhou por mais de 8 anos ao lado do Sr. Gilberto Kassab e do Sr. Orlando de Almeida sem nunca curiosamente terem percebido as irregularidades e o fato de se aproveitarem da queda do avião da TAM. em setembro de 2007 com fins politiqueiro dizendo que demoliria o meu Hotel o Oscar's em 5 dias acho que esta faltando dinamite na prefeitura ou dignidade
Reflitam porque só o Bahamas esta fechado na cidade de São Paulo?
Café Photo, Bomboa, America, Escândalo, centenas de casas da massagem, anúncios nos classificados dos principais jornais, dezenas de sites de sexo aqui na internet. não que estes estabelecimentos citados estejam irregulares ou ilegais, desde que não tenham participação no ato sexual e que os frequentadores estão ali por livre arbítrio e maiores de idade, não ha o que se falar em crime.
Vejam os textos de numero 93,94 e 95 deste blog.
Ficaram mais esclarecidos. O que é revoltante é atitude covarde, a perseguição contra minha pessoa e minhas empresas, digo covarde pois o Sr. Gilberto Kassab poderia a té me processar. É covarde no instante que usa de toda uma maquina administrativa para perseguir um cidadão

Mano Russo de Salve Jorge disse...

Conheço puteiros/bordeis que têm preço taxa única, os exemplos são alguns puteirinhos no bairro de Pinheiros, cujos preços fixos giram em torno de oitenta ou noventa reais por meia-hora. Os proprietários desses tipos de estabelecimentos podem ser enquadrados como 'exploradores'? Agora vejam: uma é a questão legal, se é ou não rufianismo/cafetinagem perante a Lei, se à luz do CP, levando-se em conta o rigor formal (a textualidade, do ponto de vista legalista), caracteriza-se pratica delituosa; outra é a questão real, a questão de fato, sobre o ponto de vista social e suas reais implicações positivas ou negativas. Será que uma garota que vai livremente a uma casa dessas do bairro de Pinheiros (e não estou nem citando como exemplo o Casarão da Rua Augusta, onde a gp é quem estipula o preço) está mesmo sendo explorada? As pobres vendedoras dessas lojinhas simples, que têm seus ganhos dependentes de comissões, parecem estar numa situação bem mais desconfortável do que essas profissionais do sexo que trabalham em pequenos bordeis. Isso sem falar, com o obetivo de contrastar, nas diversas empregadas domésticas (e eu já tive como objetos de análise patroas vizinhas, por exemplo, que visivelmente exploravam suas funcionárias) que se sujeitam a serviços pesados por salários irrisórios (ainda com o aumento do salário mínimo, continua irrisório). Claro que é tudo uma questão de conveniência, cada qual pode, ou deveria, escolher seu trabalho de acordo com suas exigências e padrões morais. Mas que me causa muito mais perplexidade a situação das empregadas domésticas (e outras profissionais com baixo salário e serviços extenuantes) do que a situação das garotas de programas dos mais diversos puteirinhos que conheci, isso é fato.
Manifestem-se os membros do MP, o empresário e os demais blogueiros a esse respeito, por gentileza.

Anônimo disse...

Como mulher, o que mais me causa perplexidade, em comentários como os do companheiro acima, e os do próprio Maroni, é a capacidade deles abstraírem uma série de fatores da prostituição. É como se estivéssemos "apenas" tratando da venalidade de seres humanos sem nenhum tipo de decorrência dessa situação. Nesse caso, a prostituição é reduzida a um serviço qualquer, a um produto como qualquer outro, posto na prateleira para consumo de qualquer interessado.
Daí essa comparação inoportuna e quase propositalmente cínica, realizada no texto acima, de se reconhecer a "exploração" exercida por patrões sobre comerciárias e empregadas domésticas. O raciocínio reducionista e mecanicista é facilmente dissecado: há mulheres que ganham pouco, são mesmo exploradas em sua relação trabalhista, logo, por que não se entregar à prostituição, pois ali se ganha bem, até muito, pelos padrões vigentes, e, além disso, ninguém explora você, caso você opte em trabalhar em uma casa "legal" como o Bahamas?
O que é isso, companheiro? Esse tipo de falácia põe acento no lugar errado, no caso, na exploração capitalista, intrínseca no mundo do trabalho, e esconde, por exclusão, os milhares de casos de mulheres que vendem seu corpo por R$ 5 ou R$ 10 a hora.
A questão então é apenas o preço que se cobra pelo serviço? Se pagar bem, que mal tem? Seria a solução tranquilizadora, apaziguadora de toda tensão em torno do assunto, e todavia destituída de qualquer outro valor, senão o econômico?

Ana Clara Barcellos

Paul Nacholla disse...

Puxa vida, pelo primeiro sobre nome da Ana, pensei que ela não teria uma visão turva da realidade; e, ao me deparar com o segundo (Barcellos), imaginei que se pautaria por uma linha jornalística investigativa, bem ao estilo do ‘Caco’... Mas acho que ela quis, isso sim, fazer sentir-me um ‘caco’, nada mais. Não conseguiu. Continuo de cabeças erguidas. Vamos lá. Estou em paz comigo mesmo não ‘porque me falte consciência’, ‘que eu (e outros putanheiros) seja (sejamos) insensív(el/eis) às dores humanas e às causas das mulheres’; é, apenas, porque não vejo (vemos) problema algum com as mulheres que negociarem seus corpos. E elas também não vêem. Não há desarmonia alguma, não há conflito nenhum, e é verdade: ‘pagando bem, que mal tem?’. Não há espaço para moralismo fora de época, para valores impingidos por uma classe que se julga a dona da verdade. Eu não sou o detentor da verdade, mas certamente estou muito mais consonância com a realidade atual. Também não é porque ‘nos dias de hoje se perdeu a noção de valores dignificantes’, é apenas porque se apegar ‘na marra’ a valores impostos por reacionários (hipócritas ou não) não traz felicidade a ninguém. Talvez você, Ana, realize-se fazendo sexo de uma forma ‘tão pura’, ‘tão elevada’, ‘tão idealizada’, ou talvez se realize nem fazendo sexo... Isso é problema de cada um. Cada um acha o parceiro ou a parceira que a si ajuste-se melhor, ora; ou talvez nem queira parceiro algum. Seus argumentos forçam a barra, Ana. Claro que no caso de prostituição a cinco ou dez reais a hora, está caracterizado a degradação humana. Mas não é porque ocorre a prostituição (isso se ela for por livre e consciente), é porque a remuneração não foi satisfatória, só isso. Agora que fique claro que uma pessoa transando, mesmo ganhando fortuna, de forma forçada é que é inaceitável. Essa pregação de ‘valores ultras’, tá tão defasada que só tem cabimento em círculos religiosos, de TFP ou coisa assim... No nosso ‘mundinho imoral’ está todo mundo feliz, eu, as putinhas, os demais colegas de putaria... Todos estão felizes. Sinceramente ninguém está precisando de pregação, de interferência do MP, de conselhinhos de psicólogos, terapeutas... Sexo pago (descompromissado e livre) é ótimo! Ainda não sei como as mulheres feministas, em pleno século XXI, e que se dizem tão evoluídas, maduras e iguais aos homens, não perceberam que podem também fazer sexo dessa forma, com um viés comercial. Vamos nos negociar, se assim for conveniente. Chega de determinações e padrões impostos...
E não é que o problema seja ‘apenas o preço que se cobra pelo serviço’, o problema é alguém determinar que tipo de serviço é correto/adequado para outrem. Convido-a: conheça o Casarão. E não vou nem falar de outros puteirões em que a circulação financeira é intensa e, conseqüentemente, a satisfação delas, das profissionais do sexo, também o é... Tá todo mundo satisfeito, tranqüilo, em paz, tenha certeza disso. Se estiver em dúvida, infiltre-se (tipo ‘profissão repórter’, tipo Caco Barcelos ou, sei lá, tipo o amigo do Maroni, o Cabrini...) num puteiro e converse com as garotas de programa, tente convencê-las de que é melhor ser uma empregada doméstica ou uma pobre comerciária...

HADDAD disse...

Relaxa, a bicha gorda foi defenestrada pela população de São Paulo. Agora, só poderá ter seus ataques (louca!) de dona Armênia ("vou colocar no chom") de pijama, na frente do computador, em fórums e Facebooks da vida.

paulo disse...

Agora o que importa é saber, que com a saída da bichona Kassab, quando vai reabrir a Disneylandia de adulto ?

Postar um comentário