sexta-feira, 11 de junho de 2010

77. Quando as mães trepam é imoral. Quando os pais trepam fora de casa são machões.

Boa noite!
Para alguns que ainda não sabem ou que estão lendo somente este ultimo texto, saibam que a minha intenção com estes textos, muito deles polêmicos por mexerem com valores intocáveis da nossa sociedade tem como objetivo levá-los à reflexão, ao questionamento do que vai dentro de você e na sociedade em que vivemos.
O titulo desse texto foi inspirado na personagem da novela das 20 h, mas que começa as 21 h,  da Tv Globo, que é interpretado pela atriz Maitê Proença. A atriz é lindíssima, muito charmosa e muito mais sensual que muita menininha de 18. Para quem não conhece a personagem, é uma mãe de classe média alta, muito sensual, que possui um desejo sexual muito forte e sai pelas ruas de São Paulo se entregando e transando sem compromisso já no primeiro contato com garotões bonitos e que despertam nela o desejo de se entregar. Até o capitulo de hoje, sábado, ela não fala de nada pessoal e também não quer saber nada do parceiro, é só físico, é só desejo, é só tesão descompromissado. Bem, aqui vai uma questão:
Em nossa sociedade, as mulheres não podem sentir atração física pelos homens se não tiver a conotação do amor. A mulher tem que dar, transar e somente sentir tesão e ter orgasmo com o seguinte pré requisito indiscutivel: Estar apaixonada.
Em umas das minhas revistas, a Penthouse, o titulo era:
Adriane Machado, o símbolo da mulher moderna. Sexo sem amor também é valido.






Esse tema, na época, gerou uma relativa polemica. Fiz propaganda em alguns outdoors de rua, pois naquela época Kassab não era prefeito. O próprio Jô Soares viu esse outdoor e fez questão de entrevistar Adriane. Essa linda morena assumiu em varias entrevistas que ela sentia tesão e chegou a transar muitas vezes só por atração física.
Coloco aqui em discussão:
Por que vocês mulheres tem que viver com este preconceito de que sexo só é valido se houver o amor?
Vejam, 70% das mulheres não alcançam o orgasmo e só 60% se excitam. Isso não é a minha opinião, isso são dados estatísticos. Eu afirmo que o fator principal que mais atrapalha a sexualidade de uma mulher são esses preconceitos instalados desde a adolescência e com o passar do tempo vão se cristalizando a nível consciente e inconsciente. Sexo é feio, é pecaminoso, fora do casamento vão dizer que a mulher é vagabunda, se disser que sente atração física por um homem e se disser que gosta de sexo poderá ser vista como uma mulher de valores morais duvidosos. Na sua iniciação sexual que ocorre com a masturbação, já começam os complexos de culpa, pois de um lado temos o instinto, o desejo, o tesão, a atração que visam a manutenção da espécie, e de outro lado, fatores religiosos, culturais, moralistas que se instalaram, principalmente em uma época que não existia controle de natalidade e a penicilina. As conseqüências eram drásticas. O sexo poderia gerar um filho indesejado e as doenças venéreas se propagavam, e ai surge valores morais.
Na minha época de consultório, uma cliente deu uma boa definição:
Doutor, me deram essa vagina sem manual de uso e eu não sei como usá-la. O que é mais certo? Ter orgasmo por estimulação de clitóris ou por penetração e atrito? As minhas fantasias são erradas? Amo meu marido, sei que ele me trai, e eu, as vezes sinto atração física por outro homem e acabo ficando com complexo de culpa.
Bem, a grosso modo, é mais ou mesmo assim como escrevi nesse texto.
Senhoras, senhoritas, mulheres! Sexo é bom, é saudável.
Anormal e depravado é não gostar de sexo.
O certo e o errado são muito relativos.
Solte seu corpo, se entregue com carinho, com amor, com respeito, com dignidade, desta forma é mais fácil alcançar o orgasmo, mas só esses valores mais nobres não são o suficiente.
Trepem, fodam a dois, a três, se masturbem, alisem seus corpos, sintam o orgulho de terem prazeres em relação a sexualidade Só não é valido complexo de culpa, se sentirem infelizes e não procurarem a felicidade e o prazer.
Oscar Maroni OMX
Vocês homens que estão lendo este texto devem me achar inocente, imoral, depravado, que não amo a mulher que esta comigo. Aí é que vocês se enganam. Vocês preferem o que? Uma mulher fria, incita, uma geladeira ou uma companheira criativa, gostosa, que fica com a vagina molhada de desejo por você?
Ou vocês que ficam na ilusão de que a mãe dos seus filhos é santa, a rainha do lar não sente desejos? Cuidado amigos, a rainha do lar,  a mãe dos seus filhos, a sua namorada ou amante é um ser humano que gosta de sexo e de sentir prazeres como nós homens.
Me desculpem, a minha intenção não foi agredi-los, mas sim provocá-los.
Para os homens que estão lendo esse texto me desculpem, a minha intenção é cutucá-los, levá-los a reflexão e com isto provocar o dialogo entre vocês e suas companheiras. Até concordo que nós não somos só instinto, somos também valores culturais. Mas vocês querem o que? Prazer, sexo, uma vida sexual intensa ou serem bons meninos certinhos?
Boa noite.
Obs: Cito novamente que estes textos são vistos por pessoas de vários níveis culturais e que tento sempre levantar temas e situações que gerem polêmicas e reflexões.

42 comentários:

Erly Junior disse...

Longe de ser machista, existe sim uma diferença biológica na química do tesão entre o homem e a mulher. Mulher sente tesão? sim. Mas no homem parece ser mais voraz e um tanto animal que chega a ser comparado por algumas mulheres como algo mecânico. De fato o importante é ser feliz. Um abraço a todos. (de volta ao Brasil)

Anônimo disse...

Vc está desatualizado a mulherada tá cagando pra machismo ,e tá pegando geral tb

Anônimo disse...

Musiquinha para OMX:

Just a gigolo

Just a gigolo,
Everywhere I go,
People know the part I'm playing.

Paid for every dance,
Selling each romance,
Oh, what they're saying.

There will come a day,
Youth will pass away,
Then, what will they say about me?

When the end comes I know
They'll say "Just a gigolo,"
As life goes on without me.
I ain't got nobody
nobody cares for me, nobody cares for me
I'm so sad and lonely
Won't some sweet mama come and rescue me
Cos I ain't so bad

Get along with me babe,
been singin love songs
All of the time
Even only be, honey only, only be
Bop bozadee bozadee bop zitty bop

I ain't got nobody 'cept love songs in love
Hummala bebhuhla zeebuhla boobuhla
hummala bebhuhla zeebuhla bop

I ain't got nobody, nobody,
nobody cares for me
Nobody , nobody
I'm so sad and lonely,
sad and lonely,
sad and lonely,
Won't some sweet mama come
and take a chance with me
cause I aint so bad

Get along with me babe,
been singin love songs
All of the time
Even only be, honey only, only be

Anônimo disse...

A Dona do Senado Federal só está ligando para os senadores dela...

www.adonadosenadofederal.blogspot.com

Anna Flávia Schmitt, Rodeio,S.C.

Anônimo disse...

PO EU AVIA ESCRITO UM TESTO AQUI TAO BONITO UMA HOMENAGEM AS MULHERES QUE SOFREM NESSE BRASIL E TIRAR AVIA ATE COMENTADO SOBRE A MORTE DA MERCIA
TIRARAM DAQUI PO FIQUEI REALMENTE PUTO DA VIDA

Anônimo disse...

Também lamentei a retirada dos textos; sinceramente não entendi qual a razão da supressão de alguns comentários. E o pior é que eu não havia salvado as participações dos internautas nesta postagem (número 77) do OM; costumo fazê-lo (salvar tudo, afinal, ‘Só Bispo salva’), pois se houver algum problema com o blog, todo o precioso trabalho, digo, escrito, de cada um dos internautas (inclusive do próprio dono deste) estará guardado para a posterioridade. Da próxima vez, serei mais rápido e salvarei mesmo que a postagem contenha poucos comentários, para que assim, com tudo devidamente registrado, não se percam todas essas importantes participações dos visitantes.
Bispo de Jesus

Oscar Maroni Filho disse...

Maroni Responde.

Bom dia! Esses dois anônimos que fizeram críticas sobre o fato de seus comentários terem sumido desta parte de comentários do blog estão cobertos de razão. O que ocorreu é que quando introduzi as fotos neste texto, não sei se por um aspecto técnico, todos os comentários daquela data para trás foram apagados por uma falha minha ao não utilizar adequadamente a técnica de publicação das fotos. Desculpo-me novamente. Foi um acidente. Se possível, gostaria que vocês voltassem a fazer aqueles comentários, pois não consegui recuperá-los.
Obrigado.
OMX

Anônimo disse...

OMX defende o adultério talvez por ter tido a cabeça adornada com vistosos galhos.

Anônimo disse...

Eu tb defendo o adulterio. Mais eh pq naum sou casado e nem pretendo casa. Alem do mais mulher eh q nem picina, eh uma beleza e tudo, mais da uma despeza danada. Entaum eh melhor so fica entrando na dos outros de veis enquando.
Ricardão

Anônimo disse...

Cabra safado!!! Aprenda que nem todo corno é manso, o cacete rola no lombo.
Marido

Anônimo disse...

Um dia os jovens amadurecem e têm outra concepção de traição. Eles se tornam adultos. E adúlteros. E vêem que o negócio vale a pena. E, além do mais, esse negócio de chifre é coisa que ou outros põem na cabeça da gente. Não esquentem a moringa, não. Vocês foram, são ou serão: Cornos!

Anônimo disse...

O Erly está de volta! Alô, Erly, aquele abraço!

Anônimo disse...

Será que o Erly também é corno? É por isso que ele voltou? De qualquer forma, aquele abraço, Erly, OMX estava sentindo falta do seu cafuné. O Deijivan tentou ocupar o seu lugar, mas não conseguiu penetrar na alma do chefe.

Anônimo disse...

Acho que os leitores deste blog deveriam retribuir o esforço de OMX, de tentar sempre levá-los à "reflexão" (sim, leitor, OMX sempre está em missão de catequese Brasil afora), e também, por sua vez, empreenderem uma campanha para colocar as ideias do seu ídolo no lugar.
OMX escreve para "escandalizar o burguês", expressão francesa em tradução livre, e daí suas provocações, embora não seja nenhum Antonio Abujamra, o famoso diretor de teatro e apresentador de programa de entrevista na Cultura.
OMX adora frases de efeito, exortações, "lições de moral", ainda que de uma moral perversa, segundo alguns, e "toda sua", bem ao gosto dos relativismos de ocasião.
OMX, no entanto, poderia ouvir de seus leitores que as tais intenções iluministas e "esclarecedoras" seriam muito melhor absorvidas se balanceadas com ironia e bom humor, deixando de lado certo tom professoral, já agora bastante desgastado, considerando a recorrência em sete dezenas de posts. Aquela tal história, contra a qual OMX se rebela, o das autoridades "caga-regras", acaba se virando contra ele mesmo, pois que não perde uma oportunidade para sacar alguma do bolso do colete. Daí, portanto, ele sempre ter que lembrar que é psicólogo (...), que é malandro e vivido, comedor e cavalheiro, amante e milionário e todos os etecéteras e tal.
OMX, tente começar um texto sem dizer para o seu leitor que quer levá-lo à reflexão; deixe que ele mesmo, se for o caso, chegue a essa conclusão. Leia os bons cronistas (Rubem Braga, Mário Quintana e João Ubaldo Ribeiro) e boa diversão. Os leitores agradecerão.

Theo Becker disse...

galera hoje tem brasil vamos mostrar o nosso coração verde e amarelo

O. B. (Observador de Blogs) disse...

Passar por aqui, agora de manhã, já valeu a pena, afinal ler o comentário do amigo internauta que mencionou o Antônio Abujamra foi prazeroso. É sempre uma enorme satisfação me deparar com textos tão bem elaborados por mestres nas letras, pessoas capazes de articular várias vozes e criar vários personagens, preenchendo, com isso, o espaço para comentários a nós concedido. Minhas visitas a este blog têm fundamentalmente o propósito de aprender a escrever de forma sóbria, inteligível, coerente e, se possível, com grande eloqüência; para tanto, então, tento valer-me dos textos exemplares postados pelo(s) internauta(s) que, felizmente, não deixa(m) de marcar presença neste espaço virtual. Outros tantos também merecem elogios, já o disse em outras oportunidades. E quanto ao OMX? Também merece uma menção elogiosa (‘elogiosa’ seria um neologismo???), porque quem tem a hombridade de aceitar incontáveis críticas à sua pessoa e o bom-senso de não apagar os comentários que lhe são desfavoráveis tem, de forma justa, meu respeito e até admiração.
Não conheço pessoalmente o(s) nobre(s) amigo(s) que nos prestigia(s) com suas visitas, mas por compartilharmos o gosto pela escrita parece que longa data nos manteve próximos e nos tornou pessoas afins. Uma vez eu disse aqui, e repetirei sempre, que se eu tivesse que invejar alguém, invejaria pessoas de notório saber, de prestígio e justa consagração no mundo acadêmico e intelectual, a exemplo do Adamastor Pastorinho e outras ‘vozes’ que se impõem sobremaneira. Mas esse pecado capital não é o caso, afinal a inveja não existe em meu íntimo, mas se existisse, teria de ceder lugar para acatamento, respeito, admiração e outros tão positivos, quanto dignos, sentimentos por mim nutridos e que são capazes de elevar-me intelectual, moral e espiritualmente (por ser ateu não me sinto muito confortável empregando o termo ‘espiritualmente’, mas na falta de outro, vai esse mesmo). De resto, toda a pompa e futilidade, causa ou efeito de uma insana busca por bens materiais, serve apenas de mote para crônicas e sensatas análises de quem se põe, ou melhor, está, acima de tudo isso. Parabéns aos internautas que dão brilho intenso, e até ofuscante, a este espaço que já considero nosso.
O. B. (aquele que está sempre por dentro rs rs rs...)

Anônimo disse...

Brasil 4; Coreia do Norte 0

Façam suas apostas

Anônimo disse...

A propósito, são textos como o de O.B. (o que está sempre por dentro...) que conferem a este blog momentos de inteligência e equilíbrio. Distante de qualquer necessidade de autopromoção, OB e sua galeria de personagens - cuja onomástica acaba sempre comentando com humor a situação à qual o texto se reporta - revelam que, independentemente até da qualidade dos textos de OMX, sempre há algo merecedor de atenção nas muitas maltraçadas linhas deste blog.
Parabéns, OB, de fato, você vai fundo em tudo que faz.

Anônimo disse...

Concordamos com o fato de que se pode até odiar OMX, mas que ele tem capacidade de assimilar golpes, ah, isso ele tem mesmo. Como diria o picareta do Newton Campos, o inventor do Maguila, ao lado do fanfarrão Luciano do Valle: "o plexo solar do atleta foi visitado inúmeras vezes pelo adversário, mas ele continua, incólume, em pé, em posição desafiadora".
OMX vence, ao final, por pontos. Como Rock Balboa: boca torta, olho roxo, voz trêmula, mas a moral em alta.

Anônimo disse...

Gooolllllll

www.adonadosenadofederal.blogspot.com

Anna Flávia Schmitt, Rodeio,S.C.

Anônimo disse...

Que merda de jogo do Brasil ,isso é para aprender a ñ desprezar o adversário.

Fanny C. disse...

Adimiro suas qualidades Maroni, a capacidade que tem de se auto-defender de maneiras até ironicas, num país como o Brasil com tantos personagens decepcionantes escondidos atras de capas de ovelha, e bom ter alguem autentico, como você. Gosto da maneira como passeia pelos temas no seu blog. Enfim, gosto de seu blog.E mulheres sentem tesão sim, as bem resolvidas até mais que os homens, e tenho certeza que você, ainda mais você,rs, deve saber bem disso ...

Hefestos disse...

Eu não vejo novela. É o tipo de coisa que não acrescenta nada. Só dá exemplos ruins. É triste ver mulheres se comportando como homens. Sexo sem amor não deve ter graça. É como bicho.

Anônimo disse...

IDIOTAS SÃO OS PSEUDOS-MACHOS QUE ACHAM QUE ELES SENTEM MAIS ''TESÃO'' QUE AS MULHERES.
EU JÁ VI UMA FÊMEA GOZAR COM UM FLUIDO COMO SE FOSSE UM SÊMEM,ORA POIS.....E VÁRIAS VEZES!!!PERGUNTO AOS PSEUDOS-MACHOS : SERÁ QUE ESSA FÊMEA TERIA UM ''TESÃO''IGUAL Á UM MACHO ???

SÓ QUEM JÁ TEVE UMA FÊMEA COMO ESSA NAS MÃOS,É
QUE SABE O QUE É UM GOZO DE MULHER.
O RESTO É BLA...BLA...BLA...

Anônimo disse...

O cAiXa AlTa DeVe SeR o MáXiMo, Né? ElE fAz A mUlHeR jOrRaR lItRoS dO lÍqUiDo Do PrAzEr Em CaDa OrGaSmO. IsSo É iNcRíVeL!
QuErO SeR qUe NeM eLe. Tô ChEgAnDo Lá,.
CaIxA mÉdIa.

FABIO VALIM disse...

COM CERTEZA O OSCAR MARONI ESTA CERTO SOBRE O TESTO...AGORA DE QUEM E A CULPA SE A MULHER SAI A PROCURA DE OUTROS CARAS A CULPA E DE UM APENAS DO MARIDO ..PQ NOS DIAS DE HOJE ESTA CADA VEZ MAIS DIFICIL UM HOMEM SAIR AS 6H DA MANHA PRA TRABALHAR CHEGAR EM CASA AS 7H DA NOITE COMER ALGO TOMAR UM BANHO E AINDA CONSEGUIR FAZER A MULHER SENTIR PRAZER NA CAMA....E PRECISO UM SUPERMAN PRA ISSO E AONDE ELAS VAO CORRER ATRAS?
DOS RICARDOES QUE TEM NA ESQUINA DE CADA RUA
DO MESMO MODO QUE UM HOMEM QUANDO VE UMA GAROTA GOSTOSA NA RUA SENTE TESÃO A MULHER TAMBEM QUANDO OLHA UM HOMEM BONITO ATRAENTE E TEM OUTRO PONTO A MULHER NO BRASIL SOFRE MUITO COM A VIOLENCIA DOMESTICA ...QUANDO ESCUTO MEU AMIGOS CONTAR QUE A MULHER TRAIU ELE COM OUTRO EU MESMO JULGO ELE SENDO O CULPADO QUANDO ELE TRATAVA A MULHER DAQUELE MODO ESTUPIDO DE SER
EU NAO CULPO O RICARDÃO CULPO APENAS O CORNO
POR ISSO EU VEJO ESSES CASOS E A CADA DIA APRENDO MAIS SENPRE RESPEITANDO CADA MULHER
SENPRE DANDO O MELHOR DE MIM PRA CADA NAMORADA QUE TIVE
PQ MINHAS NAMORADAS VEM E VÃO MAIS A amizade e eterna
ISSO PRA MIM E O VALOR QUE O BRASILEIRO TEM QUE APRENDER ..COMO EU APRENDO COM OS PECADOS DE CADA UM E COM OU MEUS PROPRIOS
OLHA ESSE CASO DA ADVOGADA MERCIA NAKASHIMA
O EX NAMORADO OU MARIDO MATAR UMA GAROTA TÃO LINDA COM A VIDA TODA PELA FRENTE COM UMA FAMILIA TÃO UNIDA POR CAUSA DE UM RELACIONAMENTO QUE NAO DEU CERTO MATA A GAROTA
AONDE QUE O BRASIL ESTA MEU DEUS
OLHA A DOR DAQUELE IRMAO DA MAE DO PAI DELA
VENDO A FILHA MORTA AFOGADA POR CAUSA DE UM DISGRAÇADO COMO AQUELE?
ESSE E O VALOR QUE A GENTE DA NA MULHER BRASILEIRA?
E O PESSOAL ATRAS DE COPA DO MUNDO
QUE SEM DUVIDA O BRASIL NAO VAI CHEGAR NEM NA METADE DA COPA PQ OS JOGADORES ESTÃO UMA M...
PESSOAL ESPERO QUE GOSTEM DO MEU TESTO
UM ABRAÇO A TODOS
FABIO VALIM

FABIO VALIM disse...

DICAS DE MUSICAS DO VALIM

KISS-Modern Day Delilah
Paul Stanley - Tonight You Belong To Me
terry-reid seeds of memory
Johnny Cash- Hurt
Paul Stanley-lift

Anônimo disse...

Durante a Copa, o Caixa Alta deverá ser chamado de Vuvulsela.
Pior que a voz estridente do Vuvulsela, só caixa de maribondo.

Anônimo disse...

Aliás, o nome correto da tal corneta é "vuvusela", que podemos chamar aqui, no copuladouro do OMX, de "Vulvusela". Fabio Cavalinhos, vulgo Caixa-Alta, é o Vulvusela, o homem mais lúbrico do pedaço. Mais que ele, só Lubrax.

Anônimo disse...

hahahahahahaha
Boa

Anônimo disse...

CONTINUO DIZENDO .......O RESTO É .........BLA...BLA...BLA...

HE...HE...HE...HE...HE.....

Anônimo disse...

Fabio Cavalinhos... Vulvusela. hahahahahahah

Anônimo disse...

Maroni, 100 reais eu mando ver com minha piroca na sua bunda

Anônimo disse...

O povo brasileiro está tão inteligente de que em breve teremos meninas registradas com o nome de Jabulanis.

http://www.adonadosenadofederal.blogspot.com/

Anna Flávia Schmitt, Rodeio,S.C.

Anônimo disse...

O analfabeto do Fabio Valim também
escreve em caixa alta ?!?!?!

Anônimo disse...

O povo brasileiro está tão inteligente de que em breve teremos meninas registradas com o nome de Jabulani.

http://www.adonadosenadofederal.blogspot.com/

Anna Flávia Schmitt, Rodeio,S.C.

Anônimo disse...

Maroni, leia (e comente) esta história:

Simplesmente Bárbara!
Conheci uma garota de programa numa casa noturna e ‘saí’ com ela. Uns dias após nosso primeiro contato, encontrei essa garota, cujo nome/pseudônimo é Bárbara, casualmente na rua. Isso parecia algo providencial, pois ela me havia passado o número do telefone celular por ocasião de nossa ‘saída’, mas pouco depois (acho que no mesmo dia em que a conheci) o seu aparelho seria extraviado, e se não fosse o nosso casual encontro numa rua aqui perto de casa, provavelmente nunca mais nos veríamos. De fato, vê-la seria algo muito improvável, porque ela fora mandada embora do referido estabelecimento, o que, naturalmente, dificultaria nosso reencontro, já que contato por telefone seria impossível devido à perda do aparelho. Fiquei, algum tempo depois, sabendo o motivo de sua demissão. Nesse encontro acidental, tive a oportunidade de trazê-la à minha residência e fazer todas as gentilezas que ela merecia por ser extremamente dócil e educada; ela acabou dormindo comigo em meu apartamento. Foi uma noite inesquecível. Apeguei-me bastante a ela. Eu, numa fase muito delicada, pois estava numa ‘convalescença amorosa’, transferi, é o que imagino, toda paixão que guardava dentro do peito a essa garota. Bárbara, a partir de então, ficou sendo a depositária desse meu forte sentimento. Pois bem, não demorou muito e descobri que Bárbara era, aliás, É, menor de idade, apesar de dizer que já tinha dezenove anos. Obviamente, mesmo sendo menor, não é uma criança, pois eu não tenho a MENOR atração por crianças (nem por longe tenho, em minha personalidade, semelhança a pedófilos), mas Bárbara não tem dezoito anos, a verdade é essa; inclusive, esse foi o motivo pelo qual foi mandada embora da casa noturna. Não queria perdê-la, não queria deixar de vê-la, ou melhor, NÃO QUERO nem perdê-la nem deixar de vê-la. Gostaria até que Bárbara encerrasse essa atividade e viesse a morar comigo; gostaria que se formasse, entre nós, um relacionamento mais sólido. Mas, infelizmente, esse não é seu objetivo, Bárbara quer continuar na noite, e o pior de tudo é que trabalhando autonomamente nas ruas. Há uma grande diferença entre nossas idades, essa é a realidade; porém, sinto-me capaz de ajudá-la, caso uma situação estável entre mim e ela se concretize. À vista de muitos, apenas por ser bem mais velho (digamos uns trinta anos a mais) do que Bárbara, a menina-mulher por quem tanto me encantei, sou um aproveitador; entretanto, minha intenção, sinceramente, não é perpetuar essa situação, que para mim poderia até ser mais cômoda e conveniente, afinal eu teria a oportunidade de continuar mantendo com ela relações sigilosas e de forma totalmente descompromissada, apenas desfrutando de todas as vantagens que a prostituição pode oferecer. Interessante é que Bárbara é tão salutar na minha vida, que não tenho a mínima necessidade, ou vontade, de me entregar à bebida para afogar qualquer angústia ou mágoa de paixões não resolvidas (pelo menos por enquanto). Conceitos legais à parte, voltando-se ao lado ético e moral, qual a sua opinião sobre o assunto? Considera(m)-me bem-intencionado ou um velho safado preste a escrever suas (minhas) memórias, acompanhado, enquanto escreve, de um bom malte escocês?
Sou separado, passei dos quarenta, tenho filhos já grandes, mas não moram comigo. Vivo atualmente sozinho num bom apartamento no na região central de São Paulo.
Henrique C. Buscowisky

Eros Neves do Brasil disse...

Sofri. Sofri uma nova ameaça de ser capturado por esse estranho sentimento. Um perigo isso. Desenvolvi, então, acho que até por autodefesa, um lado racional que me faz fugir do ‘mais belo e nobre dos sentimentos’. O problema é que meu lado passional (que é nato e incrivelmente aflorado) ordena a me entregar incondicionalmente. Caso me entregue, e ‘me derreta todo’, será que sobreviverei? Deveria levar em consideração a sentença de que ‘Quem não tem Amor no coração não está vivo’. Deveria? Sinto-me entre a vida e a morte, entre a cruz e a espada; é uma situação muitíssimo conflituosa. Um parente bem próximo, Hades, um dia amou; vocês nem imaginam como e onde ele está hoje. Então é melhor, no mínimo, tomar cuidado como o ‘Amor’. Eu Eros, quero dizer, eu ERA, igualzinho a esse parente antes de partir para bem longe. Já, Hera, com quem também tenho laços parentescos (e que tanto protegia o matrimônio), JÁ ERA MESMO! Se os deuses soprarem alguma coisa no ouvido (ou no coração) de vocês, não acreditem. Eles mentem. Eu também minto, mas os outros mentem mais.
Eros Neves do Brasil (Todo ‘derretido’, mas ainda Eros)

Henrique C. Buscowisky disse...

O desfecho com Bárbara:

As mensagens de textos que recebi de Bárbara em meu celular deixaram tudo claro. Foi assim, através de ‘torpedos’, que fiquei sabendo de sua (dela) pretensão. Fui literalmente bombardeado por torpedos que me afundaram mesmo! Bárbara, infelizmente, não está disposta a manter comigo um relacionamento firme, ela tem planos de ganhar dinheiro da maneira que lhe parece mais fácil. Devido à rapidez com que esse chega às suas mãos, ela vê como uma coisa fácil, não percebendo que é APENAS rápido; entretanto, havemos de convir, que quanto à facilidade ou dificuldade, pode até ser algo discutível, mas quanto à rapidez, não o é, afinal é inegável a celeridade como uma garota-de-programa se capitaliza. O dinheiro falou mais alto; quase sempre fala mais alto. O poder do capital impõe-se, faz-se presente, e é determinante, nas relações humanas, mostrando que pode pesar mais, pelo menos na maioria das vezes, do que qualquer sentimento legítimo que trafegue em apenas um sentido, em uma só via, ou, para ser mais claro, que seja unilateral. Não bastou meu amor por ela; assim que a questão econômica foi levada em consideração, deu-se o enorme desequilíbrio do jogo, pendendo para o lado financeiro em desfavor do lado sentimental. Conheço bem meus sentimentos e intenções, deles tenho certeza e sei o quanto são puros e verdadeiros; quanto aos dela... Acho que agora isto ficou evidente: inexistem. Volta tudo à estaca zero, tudo partirá de onde começou, se eu quiser alguma coisa com ela, terei que pagar. Assim seja, então; prefiro um pouquinho de Bárbara a não ter nada dela.
‘Bárbara me amou por poucos dias e alguns reais’.
(De forma proposital, fiz uma alusão a Marcela, personagem do romance de Machado de Assis; ela, de acordo com passagem literária da obra Memórias Póstumas de Brás Cubas, ‘amou por quinze meses e onze contos de reis’. Oportunamente, então, nesta frase em destaque, podemos ver o mestre M. A., através de mais uma de suas sutilezas, simulando uma falta de paralelismo sintático para magistralmente deixar claros a ironia de Brás e o caráter de Marcela. Parodiar os grandes mestres da Nossa Literatura é irresistível e às vezes vale a pena.).

Herique C. Buscowisky

Anônimo disse...

O velho, tu não vais aguentar uma vadia o tempo todo, isso é ilusão. Mulher só quer o teu dinheiro e mudar a figura, novidade no olhar. tem mulher que só sente com os olhos..
um crítico

Renato Abreu disse...

RIDICULO ESTÃO REALMENTE PRECISANDO DE CONHECER A UNICA VERDADE DEUS. SÓ ELE PODE SALVAR DOS ERROS FADADOS AOS SERES HUMANOS.

Renato Abreu disse...

RIDICULO ESTÃO REALMENTE PRECISANDO DE CONHECER A UNICA VERDADE DEUS. SÓ ELE PODE SALVAR DOS ERROS FADADOS AOS SERES HUMANOS.

Postar um comentário