sexta-feira, 10 de julho de 2009

03. Imprensa, reflita!

Cara, são 18h45, acabei de dar entrevista para o Fantástico (será levada ao ar no próximo domingo). Que foda, meu! Foram 90 minutos de gravação. Serão editados de quatro a sete minutos - 60 milhões de pessoas vão ver a minha intimidade sexual e afetiva e uma discussão sobre prostituição, celular na cadeia, sentimentos. Tudo foi acontecendo de tal forma que o repórter me conduziu a uma sinuca de bico. Eu, inocentemente, achei que a matéria seria mais amena. Quase saí na porrada. Porrada verbal aconteceu, sim! A discussão ficou calorosa, do jeito que eu gosto - muita emoção, sinceridade, questionamento da ética do repórter e da Globo, no caso, do Fantástico.

Um funcionário da minha empresa gravou tudo paralelamente. Vamos ver agora como vai ficar essa edição. Após o Fantástico, vou tentar por na íntegra a entrevista no YouTube - total de 90 minutos, contra sete minutos, no máximo, de edição da Globo. Vamos ver o que vai sair.

Que barato, cara, quando a Globo te arma aquela câmera metralhadora na tua cara! O coração dispara. A razão tem que por tudo em ordem. O texto tem que ficar bonitinho, o caralho! Não me interessa o bonitinho, nem o politicamente correto, nem impostação de voz. Eu amei a emoção, a explosão das inseguranças, as reflexões caóticas, as mãos geladas, as perguntas comprometedoras, o cérebro esmagado como um chiclete no meio dos dentes para dar a resposta certa. Eu estava falando e de uma ex amada, gostosíssima, que traiu tudo o que um homem acredita: dignidade, amor, espontaneidade, verdade, o meu trabalho, tudo que realizei até hoje.

Ali na minha frente tinha um entrevistador cuja preocupação era uma reportagem que impressionasse - e eu, preocupado com as minhas empresas, com o meu trabalho, minha realização profissional, meus 170 funcionários, minha dignidade, meu nome, meus filhos, que, em 7 minutos de projeção em uma grande emissora como a Globo, se nao sair a matéria adequada, honesta e sincera, pode me prejudicar. Eu, ali, sendo crucificado por um jornalista com denúncias de uma mulher que mentiu, que às vezes falou verdades. Agora é esperar. Vamos ver o que vai ser editado. Vamos ver a ética, que ao meu ver tem que ser do jornalismo neutro. Eu defino jornalismo sério aquele que é neutro como e que dá a matéria sem tendências econômicas, políticas ou, principalmente, moralistas, deixando a interpretação para o interlocutor.

Por alguns momentos senti no repórter uma posição que mais parecia a de um juiz ou a de uma senhora moralista, da liga das senhoras católicas, me julgando. Eu também poderia não dar matéria, mas eu tenho alguma coisa dentro de mim que não consigo falar. É uma necessidade de mem expor, de dar opiniões, de gerar polêmica, de levar as pessoas à reflexão. Eu as vezes me sinto a mosca da sopa. Vamos ver a edição. Material não falta. Eu gosto é do comprometimento com a verdade.

Todos querem um mundo melhor. Vamos começar a fazê-lo? Eu faço a minha parte questionando. Diria até que o mundo precisa de mais perguntas e de menos respostas. Faça a tua revolução. Corte careca, ande na chuva, tire o sutiã, pise na grama diante da placa 'é proibido', mas com os pés desnudos para sentir o prazer da grama fria. Quebre a tua vidraça, deixe o vento entrar, espirre de lá, que eu espirro de cá. Me dê a mão, me conduza para as coisas boas da vida, que eu te conduzirei, pois, para as coisas ruins. Depois, juntos, iremos refletir, discutir até brigar. Espirre de lá, que eu espirro de cá. Só não vale a passividade, a concordãncia, o acomodar-se. Faça a tua revolução. Beijão na testa! Abraços, cambada!



9 comentários:

Anônimo disse...

Sensacional seu blog. É muito difícil encontrar pessoas que falem a verdade nua e crua, sem pudores. Vou ser sincera: não imaginei que você tivesse tanto cérebro e dignidade. Parabéns! Continue postando.

Claudio disse...

Vou ficar na torcida para que muitas pessoas tenham conhecimento da sua versão dos fatos e da existência do seu blog.

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog Don. Oscar.Mas ontem nao vi a reportagem era este final de semana mesmo que seria veiculada?
Não pare de postar os textos são muito bons e nos leva a refletir sobre muita coisa

abraços

Anônimo disse...

Maroni, tem um blog muito divertido fazendo campanha pra vc: www.morroida.com.br

Vale a pena!

Anônimo disse...

Ola Oscar, Parabens! Seu blog tem tudo pra decolar, principalmente conteudo. Boa Sorte.

Serial Fucker disse...

Estou frustradíssimo de não ter conhecido o Bahamas. Como eu costumo postar no site do GPGuia, um site especializado em garotas de programas, tenho a intenção de conhecer essa cada e lá fazer um TD (Teste Drive). Para mim prostituição e o seu agenciamento não configura crime.
Serial Fucker

Anônimo disse...

Quando vc morrer é essa erança que quer deixar para seus filhos uma ''zona''
sejá um homen digno de bom atos.

Poetano disse...

Bom dia Caro Marone, desculpe a principio , por usar seu blog para dizer umas coisinhas a certas pessoinhas mediocres que postaram comentários aqui,Meu Nome é realmente Paulo Alvarenga sou brasileiro casado, e pai de tres filhos adolescentes inclusive uma linda moça de 17 anos,e posso dizer por mim, pois infelizmente vivemos numa sociedade hipócrita, atrazada,inculta e altamente alienada à modernidade, quero salientar que enquanto ocupam-se em criticar uma pessoa que lutou a vida inteira, para dar uma vida digna a seus filhos, que lutou como ninguem ao lado de sua esposa , pensando em como faria para pagar escola, médico e alimentação para os seus, uma pessoa integra sim, que além de amor por sua familia, soube dar a mão a quem precisava e da melhor forma, essas pessoas que estão postando comentários embasados em matérias fantasiosas, não sabem de nada, não sabem que vc é o maior empresário que são Paulo perdeu, espero eu por pouco tempo, sei que vc estará nessa altura, achando engraçado o meu elogio, já que não me conhece, mas vou te dizer que eu sou um pai de familia, que conheceu muito bem vc, porque você como ninguém me ajudou a ser o que sou hoje, sou escritor poeta, empresário da área de eventos, e muito feliz com minha familia,coisa que essas pessoas desconhecem, e por um acaso sou casado com uma grande mulher,mãe e empresária, que frenquentava a fantástica empresa Bahamas,e vou lhe falar mais, em escritórios fechados ou fábricas e lojas, ela nunca foi tão respeitada quanto no tempo de Bahamas, você a transformou em uma Lady com seus conselhos maravilhosos, e ela é uma empresária respeitada no vale do paraiba, não vou me esconder, não sou Hipócrita, quem esteve por lá sabe como você realmente é! Humano digno sóbrio e elegante, além de minha esposa frequentaramm mais duas sobrinhas minhas, que são gente respeitadas hoje. Marone é inconsebível ouvir falerem qualquer coisa de você! Sua dignidade vai além do normal, jamais deixou um amigo seu, faltar com respeito com uma mulher que estivesse no Bahamas, ali minha esposa aprendeu bons modos, ter gosto apurado e senso critico, e assim podia me ajudar a crescer e criar com dignidade meus tres filhos, que pena o bahamas não ter permanecido, que pena, mas peço ao meu Deus todo poderoso que transforme sua história e o coloque onde deve estar, com sua empresa , ajudando tanta gente, será que essas pessoas medíocres sabem o que se significa uma garota de programa, siginificam muitas vidas atrás delas, que elas sustentam, e falar em zona, todas estão abertas só fecharam a sua casa de shows, porque nunca foi uma zona,e sim um retiro sofisticadamente onde pessoas adultas vão e fazem o que lhe convier. Parem gente de falso moralismo e de hipocresia, se for homem é pq não gosta mesmo da fruta e mulher é porque não aguentavam em ver tanta beleza passear na região de moema com seus importados ou encontrá-las nos salões de beleza ficando cada vez mais lindas...me polpe inveja é feio parem com isso, se o problema é pensar que seus maridos estariam lá ,parem, eles continuam em outros lugares ou até agora com o bahamas fechado, cometendo um ato de pedofilia por aí, afinal suas hipocresias fecharam o Bahamas, e quando não se tem mulheres ... e eles estão cansados das tuas feiuras e rabugices. um homem faz o que quer quando quer, e outra enquanto vcs ficam teclando aqui com certeza ele está alugando um flat e gastando muito mais dinheiro pra encontrar as deusas do bahamas elas continuam lindas...e passeando por um ótimo valor !Marone descuple o desabafo mas sou seu fã e torço por você rapaz! conte comigo se reabrir o bahamas trabalho de graça! sou publicitário ! mas não estou pedindo emprego não, apenas trabalho de graça, pra vc, a única pessoa do mundo! Paulo Alvarenga!

Anônimo disse...

Caro Oscar,

Parabéns pela sua clareza e dignidade.
As pessoas julgam por factóides, julgam por ficha cadastral, julgam pq acham que sabem.
O sr. dirige com grande competência um negócio de grande sucesso, infelizmente nunca tive condições finaceiras para frequentar, mas tenho certeza que quem lá esteve gostou e ninguem foi para lá forçado.
Minha história nada tem a ver com a sua. Herdei uma empresa a beira da falência, luto em busca de quitar dividas que nem sei se um dia acabarão.
Nossa única semelhança se dá ao fato de sermos pré julgados.
O Sr. pelos falsos moralistas de plantão, pelos invejosos, pois leva uma vida que muitos senão todos homens gostariam de levar.
Eu sou julgado pelo meu cadastro, não posso ter nada, não posso ser nada, ao menos até que um dia (se Deus quiser), consiga pagar a todos.
Força, vá adiante e foda-se a hipocrisia.

Luiz Paulo Biskani

Postar um comentário